Profissionais da educação de Mulungu iniciarão greve amanhã (22/1)


Os profissionais da educação de Mulungu decretaram estado de greve e devem paralisar as atividades por completo a partir de amanhã (22/1), caso a prefeitura da cidade não ponha em dias os salários de dezembro dos servidores, que estão atrasados.


Conforme o Sindicato de Servidores Públicos Municipais de Mulungu (SINDSEPM), o prazo para o executivo realizar o pagamento sem que seja decretada greve, em definitivo, é até esta quinta-feira. Ainda de acordo com a organização, não há perspectiva de pagamento dos salários de dezembro e muito menos janeiro.


Caso mantida a situação problemática, os trabalhadores públicos pretendem lançar um calendário de greve amanhã, quando deliberarão os passos do movimento paredista em assembleia geral.


Campanha Salarial


A mobilização acompanhará também o lançamento da Campanha Salarial 2015 dos Servidores Públicos Municipais de Mulungu, que acontecerá no dia 28 de janeiro. O SINDSEPM informa que a pauta de reivindicações deste ano inclui 13,01% de reajuste para os professores e 10% de reposição salarial para os demais servidores. Além disso, os trabalhadores lutam pela regulamentação na cidade da Lei do Piso Nacional dos Agentes de Saúde e de Combate às Endemias e a fixação da data-base dos funcionários da cidade em 1º de janeiro de cada ano.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO