Professores de Jardim iniciam greve contra retirada de benefícios

Professores de Jardim confirmaram iniciaram na manhã desta quarta (7) a greve anunciada após assembleia no último dia 28. A paralisação acontece após a categoria não ter recebido propostas da prefeitura sobre as principais reivindicações acerca da remuneração da classe.

Para a Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jardim (SINDJARD), Lea Filgueira, o que mais angustia os trabalhadores é a retirada de 20% da gratificação que, de acordo com os professores, repassada há 10 anos, e a negativa da prefeitura sobre a demanda laboral de 1% de progressão horizontal. Outra demanda é o reajuste de 6,81%, conforme colocado pelo MEC.

No primeiro dia de greve, os professores se reuniram com pais de alunos para explicar a situação e os motivos principais da paralisação. Ainda segundo representantes do movimento, os estudantes não terão prejuízos ao final do ano letivo e a carga horária de 200 horas estabelecida no plano de ensino será reposta após o fim da greve.

DEIXE UM COMENTÁRIO