Prefeituras deixam servidores sem pagamento, destaca O Povo


Em Acopiara e Aracati, os servidores municipais denunciam o não recebimento dos salários por parte da Prefeitura. Em Beberibe, o Município assinou Termo de Ajustamento de Conduta para nomear concursados.


Servidores municipais de Acopiara e Aracati estão sem receber os pagamentos dos salários pelas respectivas prefeituras.


Em Acopiara, a 345 quilômetros da Capital, os servidores municipais estão com os vencimentos atrasados desde dezembro do ano passado. A Prefeitura deve aos servidores inclusive o pagamento do 13° salário, cuja primeira parcela deveria ter sido paga em novembro e a segunda, antes do Natal.


Em razão da dívida o juiz Luís Eduardo Girão bloqueou, por meio de liminar, R$ 2,35 milhões das contas do Município. O dinheiro retido irá para o pagamento do funcionalismo. Segundo a decisão judicial, a Prefeitura de Acopiara tem até 10 de fevereiro para quitar os atrasados. Em caso de descumprimento, a multa de R$ 5 mil por dia deve ser paga à Justiça pelo prefeito Vilmar Florentino (PSB).


Na defesa à Justiça, o chefe do Executivo informou que o pagamento seria feito após 23 de março, quando será concluída auditoria interna. O gestor conta com abertura de crédito especial no orçamento anual do Município para pagar a dívida.


Já em Aracati, a 141 quilômetros de Fortaleza, o médico do Programa de Saúde da Família (PSF), José Evaldo Silva, diz que os salários de dezembro e fevereiro dos servidores da saúde do município não foram pagos.


Ele detalha que procurou o secretário municipal da Saúde, Valdy Menezes, para solucionar o problema da falta de pagamento. “O secretário se limitou a dizer, por meio de assessoria, que não poderia efetuar o pagamento atrasado de dezembro porque não havia dinheiro em caixa e o pagamento dizia respeito à gestão anterior. Disse ainda que se pagasse o que nos era devido pela gestão passada seria considerado ficha suja pela Justiça Eleitoral”.


O médico acrescenta que o salário de janeiro, que deveria ter sido pago no início do mês, só foi pago no fim. “Se não há dinheiro para pagar os profissionais da saúde, como o Município vai promover um Carnaval?”, questiona.


Procurada pela reportagem do O POVO, a Secretaria de Municipal de Saúde de Aracati não atendeu as ligações durante toda a tarde de ontem.

Beberibe

Em Beberibe, a 83 quilômetros da Capital, Prefeitura e Ministério Público assinaram Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que estabelece a nomeação e posse dos candidatos aprovados em concurso municipal realizado em 2012.


Atualmente a Prefeitura de Beberibe mantém 278 trabalhadores temporários. O concurso municipal realizado em 2012 em Beberibe ofertou 600 vagas, mas somente 568 candidatos forma aprovados e a Prefeitura convocou apenas 192 deles.


O TAC trata também do afastamento dos servidores temporários que ocupam as vagas a serem preenchidas pelos concursados. Os servidores nomeados devem começar a trabalhar até 2 de maio.

O quê


ENTENDA A NOTÍCIA


Servidores municipais de Acopiara e Aracati estão desde dezembro do ano passado sem receber seus salários devidos pela prefeitura. Em Beberibe, o Ministério Público e a prefeitura da localidade assinaram um TAC.

Assessoria de Comunicação – FETAMCE


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO