Prefeitura de Caucaia suspende contribuição patronal à previdência local

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Caucaia (Sindsep) convocou sua base para tentar resistir à aprovação de projeto lei criado pela prefeitura de Caucaia que previa suspenção da contribuição patronal ao Instituto Municipal de Previdência Municipal de Caucaia – IPMC.

Porém, ainda assim, o prefeito Naumi Amorim conseguiu formar maioria e aprovou o que o sindicato chamou de “calote no Instituto de Previdência”. A é vista como “um absurdo que fragiliza o IPMC, além de ameaçar os direitos previdenciários de todos os servidores”, destaca o Sindsep.

VOTARAM A FAVOR:
1. Fernando do Picuí (SD)⁣
2. Mersinho (PSD) ⁣
3. Priscila Menezes (PATRIOTA)⁣
4. Dimas (AVANTE) ⁣
5. Léo do Zé Almir (PATRIOTA)⁣
6. Germana Sales (PMB)⁣
7. Pastor Dalmácio (PPS)⁣
8. Ricardo Cordeiro (PMB)⁣
9. Kiko do Cazuza (PMB)⁣
10. Lauro Arruda (PTC)⁣
11. Fábio Herlândio (SD)⁣
12. Ratinho Cabral (PTdoB)⁣
13. Irenilde Fortunato (SD) ⁣
14. Pastor João Andrade (PRB)⁣

VOTARAM CONTRA:
1. Emília Pessoa (PSDB)⁣
2. Dona Célia (PCdoB)⁣
3. Natécia Campos (PMB)⁣
4. Neto do Planalto (PP)⁣
5. Mickauê (PR)⁣
6. Evandro Maracujá (PR)⁣

AUSENTES DA SESSÃO:
1. Jorge Luís (PROS) ⁣
2. Weibe Tapeba (PT)⁣

NÃO VOTOU POR PRESIDIR A SESSÃO:
1. Enéas Goes (PSL)⁣

O Sindsep Caucaia afirma que os nomes e rostos dos vereadores não serão esquecidos pelos servidores públicos municipais. “O sindicato segue na luta e vai tomar as providências cabíveis para tentar reverter tamanha injustiça com os servidores”, finaliza a entidade.

DEIXE UM COMENTÁRIO