Movimentos social e sindical do Ceará participarão de forma unitária da Marcha da Esperança

A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) realizou na tarde de ontem (19/10) plenária com movimentos sociais e sindicais para a construção unitária da “Marcha da Esperança – Serviços Públicos são Direitos da Classe Trabalhadora”, que acontecerá no dia 9 de novembro de 2017, com concentração às 8 horas, na Praça da Bandeira, no Centro de Fortaleza.

A proposta do evento é mobilizar trabalhadores de todo o estado, do campo e da cidade, e realizar uma grande manifestação contra a destruição dos serviços públicos e direitos do povo brasileiro orquestrada pelo presidente ilegítimo Michel Temer e a maioria do Congresso Nacional.

Na oportunidade, a direção da Federação apresentou o material de divulgação, que foi entregue aos participantes, e também destacou a criação de página na internet: fetamce.org.br/marcha, que reúne todas as informações da atividade. A proposta é que as organizações e grupos presentes disseminem as informações e mobilizem para o ato.

Pauta

A marcha leva para as ruas o protesto contra o congelamento dos investimentos públicos em educação, saúde e assistência social por 20 anos; o desmonte dos programas sociais, como o fim do Farmácia Popular e cortes no bolsa família; o Projeto de lei de demissão de servidores públicos; o fim do reajuste do salário mínimo; as demissões em massa; medidas como o parcelamento de férias em 3 vezes; a prerrogativa de gestantes serem obrigadas a trabalhar em local insalubre; jornada de 12 horas de trabalho, 4 a mais que o permitido antes; terceirização irrestrita do trabalho com redução dos salários e dos direitos; fim da proteção ao trabalho no Brasil e destruição da Justiça trabalhista; e o grande desemprego e recessão, frutos da política econômica fruto do golpe.

A atividade também repudiará a verdadeira caça imposta aos povos indígenas brasileiros; as privatizações e o desmonte dos bancos públicos; o extermínio da previdência pública; a obrigação de aposentadoria somente aos 65 anos para homens e mulheres; o fim dos reajustes salariais e investimentos na carreira; e a entrega do patrimônio nacional aos estrangeiros.

“Estamos assustados com o país em que vivemos, com a falta de futuro e com o presente que faz da vida das cidades um pesadelo e que traz para a vida dos servidores um futuro de pobreza e miséria. Chegou o momento de reverter este quadro, de mobilizar as consciências, de trazer cada pessoa, pois é um problema a ser resolvido por todos solidariamente e de forma concreta. Por tudo isso, dizemos que é hora de reconstruir nas lutas, de acreditar que juntos podemos fazer um novo tempo. Não aceitaremos calados o retorno da fome e da miséria e a destruição do Brasil”, explicou a presidenta da Fetamce, Enedina Soares.

Os movimentos sociais presentes também destacaram que a passeata precisará levantar as bandeiras do combate ao extermínio da juventude negra; de defesa da Universidade pública, da educação Laica e que respeite as diferenças; da defesa das diversidades e da igualdade de oportunidades; e da resistência contra o racismo, o machismo e a homofobia.

Comissão

Ainda na atividade, foi definida a constituição de uma comissão preparatória, com representantes dos setores que marcaram presença na reunião. O objetivo é fazer da marcha a principal atividade dos movimentos social e sindical no período, uma agenda unitária, de resistência ao desmonte do Estado e de defesa de um projeto popular para o Brasil.

Regionais Preparatórias

Uma série de encontros preparatórios regionais estão sendo realizados para fortalecer o processo de articulação. Dois pólos já se reuniram, nas cidades de Iguatu (regional Iguatu), no dia 10 de outubro, e Ubajara (regional Ibiapaba), no dia 18. Hoje, se reúne a Regional Itapipoca, em Itarema. Acompanhe o restante da agenda:

  • Regional Jaguaribe, 21/10 – Morada Nova, 8h;
  • Regional Cariri, 21/10 – Crato (durante o dia todo);
  • Regional Metropolitana, 24/10, Fortaleza, 14h;
  • Regional Crateús, 24/10 – Crateús, 8h;
  • Regional Sertão Central, 24/10 – Quixeramobim, 8h;
  • Regional Sobral, 24/10 – Sobral, 8h;
  • Regional Maciço, 24/10 – Aratuba, 8h.

Mobilize seu local de trabalho, comunidade e município. Participe e juntos vamos resistir e lutar por nenhum direito a menos e nenhum passo atrás. Saiba mais sobre a oitava marcha dos Servidores municipais no site www.fetamce.org.br/marcha

DEIXE UM COMENTÁRIO