Governo Bolsonaro descumpre promessa e retira professores da fase 2 de vacinação

A teacher helps a student with hand sanitizing in the classroom

Os professores não apareceram na segunda fase do plano de vacinação contra o coronavírus, diferente do que havia prometido o Ministério da Educação (MEC). De acordo com o secretário de Educação da Paraíba, Cláudio Furtado, o compromisso do MEC foi firmado por iniciativa do MEC com o Conselho Nacional dos Secretários Estaduais (Consed).

“A gente tinha ficado bastante animado porque tinha partido de algumas áreas do MEC essa questão de colocar os profissionais de educação no segundo lote”, afirmou Furtado em entrevista à Carta Capital.

Na fase 1 o grupo prioritário é formado por trabalhadores da saúde, pessoas de 80 anos ou mais,  com idades entre 75 e 79 anos e indígenas acima de 18 anos.

Na fase 2 o plano dá prioridade a pessoas entre 70 e 74 anos, 65 a 69 anos e 60 a 64 anos.

Na fase 3, a previsão é imunizar cerca de 12,66 milhões entre pessoas maiores de 18 anos com comorbidades.

Os professores estão na fase 4, junto com agentes de forças de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional.

DEIXE UM COMENTÁRIO