Fetamce recebe troféu comemorativo dos 15 anos da Confetam/CUT


A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) recebeu troféu comemorativo dos 15 anos da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) em sessão solene realizada na noite desta segunda-feira (28), no Hotel Nacional, em Brasília.


A Fetamce é uma das fundadoras da organização sindical nacional. A comenda foi conferida a personalizardes e a entidades que participaram da história da Confederação. A comemoração aconteceu durante a 7ª Plenária Nacional da Confetam, evento segue até dia 30 de setembro.


Enedina Soares, presidente da Federação, representou a delegação, formada por 36 servidores municipais cearenses, na entrega do prêmio. Ela agradeceu a homenagem e disse que a Fetamce ajudou a criar Confetam, pois os servidores municipais brasileiros necessitavam de uma entidade nacional forte e, de fato, apontada para os interesses da classe trabalhadora. “A luta foi grande, mas graças a esta união nacional nasceu a nossa Confetam, no ano 2000”, enfatizou.


Emoção


A atividade foi marcada por muita emoção. Conforme a presidenta da Confetam/Cut, Vilani Oliveira, também cearense, a presença de todos a fez lembrar das lutas enfrentadas ao longo destes 15 anos. “A luta só tem sentido se for na coletividade. É isso que nos faz fortes, é isso que é a Confetam/CUT. Que saiamos daqui mais fortalecidos compreendendo nosso compromisso por um serviço público de qualidade, mas, acima de tudo, por uma sociedade melhor”, disse.


A solidariedade também foi destacada por Graça Costa, secretária de Relações de Trabalho da CUT Brasil e ex-presidenta da Confetam/CUT. “É uma satisfação imensa ver esse crescimento, hoje estamos em mais de mil municípios. E tudo o que fizemos foi com amizade, solidariedade, pensando no coletivo. Só há um momento em que lutamos única e exclusivamente pela categoria: a campanha salarial. O restante da nossa atuação é em defesa de todos”, ressaltou.


O poder de mobilização e organização dos servidores municipais foi destaque na fala de várias autoridades. O senador Paulo Paim (PT-RS) enfatizou que os servidores têm um papel fundamental na vida do povo e elogiou a Confetam/CUT por lutar por causas. Para ele, “defender causas e não coisas é a caminhada natural para conquistas relevantes para todos”.


Max Leno, do Dieese, reconhece que a Confederação está sempre renovando as pautas do serviço público municipal, preocupada com o país. “É com grande satisfação que vejo o Dieese crescendo e municiando entidades como a Confetam/CUT, ajudando a construir um Brasil melhor”, falou.


Internacional


A Organização Internacional do Trabalho (OIT) também se fez presente na solenidade, representada por Stanley Garcec, para quem a Confetam/CUT é “uma das entidades mais alinhadas com o direito trabalhista internacional, sobretudo na defesa das convenções da OIT”.


O reconhecimento fora do Brasil ainda veio pela Internacional dos Serviços Públicos (ISP). “É uma grande alegria ver como vocês conduzem com empenho a luta dos municipais. É um orgulho para a ISP fazer parte dessa história”, disse Jocélio Drumonnd.


Paula Leite, da Confederação dos Trabalhadores Municipais das Américas (Contram), endossou o apoio das entidades, ressaltando que os 15 anos de história foram construídos com a ajuda da ISP e da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Ela convocou todos/as a prosseguir com o trabalho para “crescer, fortalecer e dar visibildiade aos servidores municipais”.


Força feminina


Com 78% da base formada por mulheres, a Confetam/CUT luta permanente pela equidade de genêro e igualdade de oportunidades, fato respaldado por Carmen Foro, da CUT Brasil. “Viva a ousadia dessas trabalhadoras que se organizaram em uma confederação atuante”, frisou.


A fala foi realçada por Juneia Batista, do Comitê de Mulheres da ISP. “A história da Confetam/CUT é de mulheres. Temos homens valorosos, mas foram as mulheres que encabeçaram essa luta e ainda temos muito a caminhar”, complementou.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO