Fetamce e Sindicato conseguem impedir reajuste abaixo de 6,81% para professores de Madalena

A presidente da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), Enedina Soares, foi a Madalena na última quinta-feira, 05 de abril, para acompanhar a luta dos professores da cidade que batalham pelo reajuste salarial de 6,81%, conforme orienta os mecanismos da Lei do Piso do Magistério para o ano de 2018.

A Prefeitura apresentou a proposta de somente 3% de aumento para a categoria e encaminhou um projeto de lei sobre a matéria para votação na Câmara de Vereadores da cidade. Para evitar a aprovação do projeto da forma como está, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Madalena e a Fetamce solicitaram a retirada de pauta do dispositivo, dando mais uma semana para que se tente negociar com a gestão uma proposta que atenda aos interesses e direitos dos educadores.

Na oportunidade, Enedina Soares também fez uso da tribuna do legislativo do município e falou da importância do cumprimento do piso salarial do magistério, assim como mostrou a necessidade se enfrentar os sábados letivos. Ela pediu avanço no diálogo por parte da Prefeita Maria Sonia de Oliveira Costa. A dirigente disse também que “é primordial o engajamento de todos os seguimentos da sociedade pela revogação da Emenda Constitucional 95, que congela os investimentos públicos, e todas das demais medidas do Golpista Temer”, enfatizou.

Além de tudo isso, a presidente da Fetamce expressou repúdio ao pedido de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Condenado sem provas, Lula teve a prisão decretada pelo parcial juiz Sérgio Moro, que disse que maior estadista do Brasil deveria se apresentar até a tarde de sexta, dia 6, em Curitiba.

Demais categoria

Diferentemente dos professores, os demais servidores públicos, das diversas categorias do município, entraram em acordo com a proposta de reajuste de 3%, que representa a inflação do período. Inclusive, a proposta dos sindicalistas é desmembrar o projeto de lei e em breve aprovar o reajuste deste grupo profissional, deixando em negociação somente as proposições do magistério.

DEIXE UM COMENTÁRIO