Definido calendário de Mobilizações para o Dia 1º de maio

“Redução da jornada de trabalho, sem redução de salários: 40 horas semanais já!”. A partir desse objetivo central, um calendário de atividades será realizado ao longo do mês de abril. As mobilizações preparam o grande ato do Dia 1º de Maio promovido pela CUT-CE na Praça do Ferreira.


A programação começou no dia 06 de abril, com a IV Jornada Nacional de debates do Dieese, que discutiu o tema “Negociações Coletivas em 2010: Recuperação Salarial e Redução da Jornada de Trabalho”. Na próxima segunda-feira (12/04), será realizada a reunião da Coordenação dos Movimentos Sociais, às 16h, na sede da CUT-CE./


Também estão previstas uma reunião da direção estadual da CUT-CE, no dia 22/04, e uma reunião ampliada da Executiva da entidade para debater terceirização e trabalho informal, com data a ser confirmada. Para fortalecer a defesa da redução da jornada, a CUT-CE também irá convidar os parlamentares cearenses para um café da manhã ainda no mês de abril.


No dia 20, as entidades cutistas estarão juntas em uma grande caminhada promovida pelos servidores municiais no Centro de Fortaleza, tendo como centro a valorização do magistério e o cumprimento da Lei do Piso. De 27 a 30, estão marcadas mobilizações em escolas, fábricas, terminais de ônibus, lojas do centro, reforçando o caráter de luta do Dia dos Trabalhadores e Trabalhadoras. Confira a programação e a pauta de reivindicações:


Programação de luta do mês de abril


20 – Caminhada da Praça da Bandeira à Praça do Ferreira em defesa do Piso Nacional do Magistério.


27 – Mobilização nas escolas da rede pública.


28 – Mobilização nos terminais de ônibus.


29 – Mobilização em fábricas.


30 – Caminhada pelo Centro


Nesse 1º de maio, estamos em luta:


– Por desenvolvimento com distribuição de renda e valorização do trabalho;


– Pela redução da jornada de trabalho, sem redução de salários, em 40 horas semanais;


– Por Campanha Salarial: em defesa dos Servidores Públicos Pelo cumprimento da Lei do Piso do Magistério;


– Pela Reforma Urbana; No combate à precarização do trabalho –Terceirização e informalidade;


– Dizendo não à violência contra a mulher!


– Pela liberação imediata do Programa Garantia Safra e implementação de políticas contra a estiagem no Ceará.


– Pela regulamentação da profissão de comerciário, com a aprovação do Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 115/07.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO