Servidores de Morada Nova realizam mobilização pelo precatório do Fundef

No dia três de julho, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Morada Nova realiza dia de luta em defesa do precatório do Fundef.

O sindicato informa que haverá paralisação dos profissionais da educação da cidade, que lutam para que pelo menos 60% dos valores sejam revertidos para os professores e os outros 40% destinados aos demais trabalhadores do magistério e para o custeio da educação.

A agenda de mobilização vai de três a 10 de julho, com uma série de eventos. Conforme a entidade laboral, o encerramento será com uma live, que contará com vídeos de dirigentes de municipais de todo o Ceará, assim como a presença de especialistas.

Precatórios

Os precatórios têm origem em ações movidas pelos municípios contra a União por discordâncias nos repasses do Fundef e Fundeb, que têm vencido as causas e recebido dezenas de milhões.

Por sua vez, as entidades representativas de profissionais do magistério argumentam que se o município recebeu a menos para financiar a educação, quem sofreu na ponta foram os professores e demais trabalhadores, que tinham benefícios reduzidos e remunerações insignificantes. Sendo assim, defendem que a verba seja rateada entre os profissionais.

DEIXE UM COMENTÁRIO