​Nota: Fetamce repudia os ataques a tiros contra a caravana do ex-presidente Lula

A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal no Estado do Ceará (Fetamce) repudia os ataques a tiros contra a caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula na região Sul, em atentado registrado nesta terça-feira (28/03). A ação violenta, que é atribuída a milícias de extrema-direita, é um atentado grave e inaceitável, além de uma clara tentativa de intimidação contra Lula.

Nós que fazemos o movimento sindical dos servidores públicos municipais do Ceará consideramos intolerável o fascismo. A situação só tem paralelo com os regimes totalitários registrados no Brasil e no exterior, a exemplo da ditadura militar, quando a eliminação física de adversários políticos era uma constante no Brasil e na América Latina. Essa prática não pode ser tolerada. Tais ataques não vão intimidar os lutados populares e os militantes sociais.

É importante registrar ainda que o atentado é também produto do ódio que vem sendo disseminado pelas redes sociais. Os tiros não foram fatos isolados e foram antecedido de diversas agressões registradas durante a caravana.

Nos indignamos ainda com o descaso dos Governos Federal e do Estado do Paraná, que não atenderam aos pedidos de apoio e de proteção da equipe do ex-presidente e do PT.

A verdade é que a violência impede a realização de qualquer debate político. São ainda uma clara demonstração da intolerância com os que lutam, com os que pensam diferente e com os que se posicionam ideologicamente esquerda​ neste país​.

É inconcebível que a execução da vereadora Marielle Franco e seu motorista, Anderson, não tenham deixado a mensagem de que é inaceitável a continuidade deste estados de coisas, onde o país é abraçado pelos braços do fascismo.

Por Lula, por Marielle e por todos nós, dizemos: fascistas, não passarão!

DEIXE UM COMENTÁRIO