Deputado diz que governo quer usar dinheiro do Fundeb para comprar votos para Bolsonaro em 2022

Parlamentar é contra desviar dinheiro do fundo para o Renda Brasil, novo Bolsa Família do governo federal

A proposta de usar dinheiro do Fundeb para custear o Renda Brasil, programa que substituirá o Bolsa Família, foi duramente criticada pelo presidente da comissão especial da PEC que torna esse fundo permanente, deputado Bacelar (Podemos-BA). Ele disse que desvio de recursos é para comprar votos para o presidente Bolsonaro em 2022. Denúncia está em matéria da Folha de S.Paulo (19).

Compra de votos com dinheiro da educação

Segundo a Folha, o deputado Bacelar declarou que “a ideia de que as novas regras [do Fundeb], com distribuição de recursos via Renda Brasil, comecem a valer em 2022, ano eleitoral, tem como propósito comprar votos com o novo Bolsa Família”.

Diz mais o deputado:

“Ele [Bolsonaro] quer transformar o Fundeb de um fundo educacional para um fundo de assistência social. Quer comprar o voto da miséria. Quer que 5% [da complementação] vá para o novo Bolsa Família. Eu quero 100%, mas numa PEC de assistência social. Isso é uma PEC de educação.”

DEIXE UM COMENTÁRIO