Caririaçu: Sindicato repudia transferências arbitrárias de funcionários públicos

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Caririaçu (SINDSMCAR) é mais uma entidade laboral a denunciar transferências arbitrárias e sem motivação de funcionários públicos. Conforme a entidade, a Prefeitura realizou remanejamentos no que pode configurar prática de assédio e perseguição política.

Em nota, o sindicato não só repudia a intimidação e constrangimento praticados por agentes políticos e chefias imediatas, como também recomenda que a gestão de Caririaçu se abstenha de tais práticas.

Conforme a organização sindical, o princípio da legalidade, que deve nortear o serviço público, demanda que transferências devem ser atos motivados e necessário, o que não seria o caso.

“Um ato administrativo que transfira servidor efetivo para localidade distante do local onde reside e onde exerce suas atribuições há anos, deve observar o primado da motivação dos atos administrativos, sob pena de caracterizar desvio de finalidade”, diz a entidade.

Por fim, o SINDSMCAR reforça que seguirá vigilante e dialogando com o Executivo para que o serviço público seja operado com respeito ao servidor.

DEIXE UM COMENTÁRIO