Trabalho Decente é discutido em Oficina


No dia 17, foi realizada, no Hotel Oásis, em Fortaleza, a oficina “Promoção do Trabalho Decente nos Grandes Eventos – Copa do Mundo Fifa 2014”, organizada pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Participantes de empresas, do setor público e dos trabalhadores debateram como grandes eventos podem trazer benefícios às cidades-sedes sem prejudicar a saúde e a segurança dos trabalhadores. A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) também compareceu ao debate.



Os representantes do Governo do Estado e de organizações de empresas apresentaram dados de crescimento do Ceará. Representando o segmento dos trabalhadores, Carmem Santiago, secretária das Relações de Trabalho da CUT-Ceará, criticou o custo desse crescimento. “O que mais nos admiramos são os dados de um Ceará de crescimento, quando temos a menor massa salarial de todo o Pais. Ou seja, enquanto o Estado cresce no PIB, temos a pior faixa salarial do Nordeste. Crescemos, mas à custa de precarização dos trabalhadores”, avaliou Carmem.


Para José Ribeiro, especialista em Estatíticas do Mercado de Trabalho da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a pressa para o cumprimento dos prazos das construções não pode acontecer de forma a se prejudicar a saúde e a segurança do trabalhador. “É importante ter muito cuidado com a saúde e segurança no trabalho, não apenas de trabalho físico, mas com as piscopatologias decorrentes de estresse e de jornadas exaustivas”, ressaltou, acrescentando que os órgãos devem acompanhar a contento e fiscalizar de forma efetiva para que o trabalho infantil não seja retomado, tampouco o trabalho análogo à escravidão, em serviços prestados para os grandes eventos.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO