CAUCAIA – Enfermeiros deliberam paralisações em janeiro


Os enfermeiros do Programa de Saúde da Família (PSF) de Caucaia deliberaram paralisar suas atividades no mês de janeiro. Em assembleia realizada ontem (21) na Escola Inah Arruda, e organizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindsep) de Caucaia, a categoria aprovou o cronograma de paralisações, com o início das paralisações marcada para amanhã (23).


Os profissionais estavam em estado de greve desde o último dia 15 e reivindicam piso salarial de R$ 2.700 mais a progressão na carreira, que aconteceria com a homologação do concurso de 2010.


Atualmente, os enfermeiros recebem o piso de R$ 1.500, mais uma gratificação de 5% em cima do salário-base, montante inferior ao recebido pelos profissionais em outras cidades da área metropolitana e que a categoria considera como desvalorização da formação universitária dos mesmos. Para reajustar o valor, eles reivindicam o aumento do salário-base para R$ 2.700.


Outra pauta reivindicada é a progressão na carreira para os profissionais que saíram do estágio probatório. A progressão é um aumento no salário de acordo com o tempo de serviço prestado para o Município. Ela está garantida no plano de carreiras conquistado com a última greve, realizada em 2011. A maior parte dos profissionais é do concurso de 2010 e concluiu o estágio probatório no ano passado, já tendo, portanto, direito à progressão. Faltava apenas o Município homologar o concurso, fato ocorrido com a publicação de portaria no dia 13 de janeiro.


Falta de avanço


Desde o ano passado, a categoria busca dialogar essas pautas com a Administração municipal. No entanto, segundo eles, não houve avanços.


Insatisfeitos com o fechamento do canal de negociação, os enfermeiros buscaram o Sindsep, que organizou duas assembleias da categoria em janeiro. Ontem, foi aprovado um cronograma paralisações para os próximos dias.


Atualmente, Caucaia conta com 62 enfermeiros do PSF, dos quais mais da metade participaram da última assembleia.


Cronograma

Dia 23 – Mobilização em frente à Secretaria de Saúde, às 9h;
Dia 27 – Mobilização em frente ao Gabinete do prefeito, às 9h;
Dia 29 – Mobilização em frente ao Gabinete do prefeito, às 9h
Dia 30 – Mobilização no Gabinete do prefeito, às 9h, com assembleia da categoria a ser realizada após a reunião da comissão com o prefeito.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO