Servidores de Graça impedem redução de direitos do Estatuto da categoria

Ao apagar das luzes de 2018, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Graça e Região liderou mobilização que impediu a aprovação de projeto de Lei que alterava sete artigos do Estatuto dos Servidores Públicos da cidade.

A maioria dos vereadores de Graça rejeitaram a medida pois restringia o direito à licença prêmio, fazendo com que outros direitos, como licenças saúde e licença maternidade tenham impacto na concessão do benefício. Outra mudança vincula o conceito de produtividade também a licença, mas de forma limitadora.

“O projeto de lei foi rejeitado pela Casa, garantindo uma vitória para classe trabalhadora. Agradecemos a todos que junto com a gente veio somar nesta luta”, comemorou Antonio Wellington Rodrigues, presidente do Sindicato.

A mobilização contou com grande presença de servidores públicos na Câmara Municipal. Na oportunidade, a categoria agradeceu aos parlamentares Elizeu, Dimas, Augustinho e Osvaldo por votarem contra a proposta legislativa. Citaram ainda a vereadora Adélia, por não ficar contra os servidores públicos.

DEIXE UM COMENTÁRIO