Sem reajuste, servidores de Paramoti iniciam greve geral

Sem reajuste salarial, os servidores públicos de Paramoti, no Sertão Central, iniciaram na manhã de hoje, 20 de fevereiro, greve geral. De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Paramoti (Sindsemp), a decisão foi tomada no último sábado, 15 de fevereiro.

Diante da definição de greve, a Prefeitura da cidade lançou decreto em que afirma que irá punir os profissionais que participarem do movimento. O sindicato classificou a medida como inconstitucional e uma perseguição ao funcionalismo público local.

O Sindsemp argumenta que as secretarias de educação, de saúde e de finanças disseram não às reivindicações dos trabalhadores de Paramoti. Revoltada, a categoria optou por cruzar os braços e pressionar ainda mais a gestão.

“A greve continua e teremos um livro de ponto no Sindsemp para os servidores que aderirem à greve”, destaca Emanuela Mesquita, presidente da organização laboral.

A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) apoia o movimento paredista e enviou como representante a sua secretária de políticas sociais, Aurenice Santiago.

DEIXE UM COMENTÁRIO