Professores vão pagar cerca de R$ 600 a mais de imposto com proposta de Bolsonaro

Segundo cálculos preliminares da contadora piauiense Carla Mata, a alíquota única de 20% de Imposto de Renda (IR) proposta pelo presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) e seu assessor econômico Paulo Guedes trará sérios prejuízos aos que ganham menos no País, entre os quais os profissionais do magistério.

A título de exemplo, Mata simulou quanto ficaria o IR de um professor da Rede Estadual de Educação do Piauí, que atualmente ganha R$ 3.710,65 e paga por mês R$ 125,97.

Diz Carla Mata: “Pela tabela proposta, cortando as deduções e incentivos, a alíquota unica seria de 20% e o valor subiria para R$ 722,00. (Esse cálculo é para o professor, mas todo trabalhador com carteira assinada teria um aumento de imposto semelhante)

Pela regra atual, com base de calculo na remuneração liquida, deduzindo previdência (11%), sua alíquota seria majorada de 7,5% (alíquota efetiva sobre a base de calculo) para 20% (mantendo a regra da base de calculo pós dedução da previdência). O valor estimado (porque não tem regra ainda) seria R$ 642,58.”

Ou seja, numa hipótese ou noutra, o professor levará uma senhora facada, caso Bolsonaro ganhe as eleições e faça valer tal projeto. Na primeira, o aumento é de R$ 596,03. E na segunda, R$ 516,01.

Bolsonaro confirmou na mídia a proposta

Em conversa ao telefone com jornalista da Folha de S.Paulo (21), Jair Bolsonaro defendeu seu assessor econômico Paulo Guede e confirmou que a proposta de alíquota única para o Imposto de Renda é uma “boa ideia”. De fato é uma boa ideia. Mas para quem tem rendimentos acima de R$ 15 mil, que passará, caso a proposta entre em vigor, a pagar menos em comparação com as regras atuais, segundo especialistas de todo o País.

Decepção

Muitos adeptos do presidenciável Bolsonaro ficaram meio decepcionados com a notícia da alíquota única de IR. A professora Teresinense Alcioneide Silva disse não acreditar que isso seja possível: “Estou pensando em votar no Bolsonaro, mas desse jeito agora fiquei em dúvida. Se isso for aprovado, nem minhas contas atuais vou poder pagar. Espero que ele mude de ideia”, disse.

DEIXE UM COMENTÁRIO