Marcha dos Servidores Municipais de 2018 acontece no dia 5 de junho

A IX Marcha dos Servidores Municipais do Ceará está com data marcada. O evento, realizado pela Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), acontece no dia cinco de junho de 2018, com concentração às 8 horas na Praça da Imprensa, no Dionísio Torres. Neste ano, os trabalhadores, sejam usuários dos serviços públicos, ou prestadores desses serviços, são convocados para protestarem empunhando o slogan: “Em defesa da Democracia e dos Serviços Públicos frente à criminalização dos que lutam”.

O tradicional evento do calendário de lutas da cidade de Fortaleza deve reunir representantes de mais de 160 municípios cearenses, que ocuparão as ruas para demonstrar a insatisfação da classe trabalhadora com a situação política, econômica e institucional do país. Além disso, os manifestantes repudiarão a violência contra as manifestações populares de entidades sociais e organizações de trabalhadores.

Entre o catálogo de temas do evento, está a crítica à redução das políticas sociais e investimentos públicos, principalmente com a aprovação da Emenda Constitucional 95 – do congelamento dos investimentos públicos –, que é o carro chefe dessa política de privatização do Estado brasileiro; somado à Lei da Terceirização e Reforma Trabalhista.

“O impacto dessas políticas, sobretudo a Emenda 95, tem desdobramentos no aumento da resistência dos servidores públicos municipais, que se revela numa primavera de greves e enfrentamentos com os gestores municipais, sendo que, em muitas dessas atividades, o desfecho tem se dado com truculência dos prefeitos”, diz Enedina Soares, presidente da Fetamce.

A dirigente denuncia o que chama de “ataques aos que lutam”, que se coloca na ordem de perseguição por parte do aparato do governamental e suas forças policiais, promovendo uma completa criminalização dos movimentos sociais, que se organizam em processos reivindicatório de manutenção e ampliação de direitos.

A marcha fará menção ainda ao Golpe de 2016, às demais políticas neoliberais e medidas impopulares do Governo Temer e à prisão política do ex-presidente Lula.

Diversas organizações populares e sindicais de outros segmentos e ramos profissionais se juntarão à passeata convocada pela Fetamce, sobretudo as entidades integrantes das Frente Brasil Popular e Povo Sem Medo.

“É imprescindível, nessa conjuntura, ampliar a agenda de resistência e luta dos municipais no Ceará, para além do movimento sindical, compondo uma grande frente de lutadores, em defesa dos serviços públicos, os quais são o grande alvo das políticas restritivas da atualidade”, classifica Enedina.

Atividades casadas

A Marcha será encerrada com a realização da VIII Jornada dos Servidores Municipais, que deve aprofundar em debates e palestras as temáticas colocadas em cena pelo ato de rua.

Como forma preparatória para as atividades, a Federação e parceiros, entre eles o Sindicato dos Servidores do IFCE (SINDSIFCE), estão percorrendo o estado com encontros regionais.

DEIXE UM COMENTÁRIO