Imoral: Secretária de Educação de Crateús cobra dano moral de um professor e sindicalista

A Secretária de Educação do Município de Crateús, Maria Aurineide, ajuizou ação por danos morais contra o professor Edilson Martins, da direção do Sindicato dos Professores de Crateús, conhecido Sindicato de Luta, na verdade uma das escolas de luta, que inspira muitos outros sindicatos, que realmente fazem da luta pelos direitos da categoria sua bandeira prioritária. A cobrança da indenização é imoral. Veja o valor cobrado: R$ 40.000,00.


O Sindicato tem sofrido tentativa de extinção. Os inimigos de plantão andam investindo fortunas para tomar a direção daquele Sindicato e roubarem sua autonomia. Todavia, o mais inusitado ataque que o Sindicato sofreu foi através da ação nº 119397020108060070, em curso na 2ª Vara, de Crateús, Estado do Ceará, podendo ser acessada através do link:

http://www4.tjce.jus.br/sproc2/paginas/resconproc02.asp?txt_param1=11939- 0.2010.8.06.0070&txt_param2=0&cmb_nummov=999&txt_source=resconprocnum&chk_parte=


A Secretária de Educação de Crateús, Maria Aurineide ajuizou a ação acima, cobrando R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) de indenização por danos morais. Valor que corresponde a US$ 24 mil dólares ou € 17 mil euros. Edilson foi citado e tem até o começo de abril de 2011 para defender-se.


Tudo por conta de algumas entrevistas do dirigente sindical Edilson Martins, onde declarou que havia indícios que a Secretária de Educação de Crateús recebera diárias dobradas e um movimento “Fora Aurineide”, com base na liberdade de expressão da categoria e dos cidadãos. Quanto às diárias, a Secretária alega que houve um erro de digitação e por equívoco dobraram a diária. Tanto que houve estorno da diária dita equivocada. Mesmo assim, ajuizou ação cobrando os R$ 40.000,00 de indenização, ainda conseguindo gratuidade processual, sob alegação de que é pobre e não tem como arcar com as despesas processuais, sem comprometer a sua sobrevivência.


Se por acaso a Secretária Maria Aurineide ganhasse os US$ 24 mil dólares ou € 17 mil euros, o professor e sindicalista Edilson Martins teria que repassar seus vencimentos totais, por mais de 04 anos seguidos para Sra. Aurineide, sem ficar com nada para comprar nenhum pão para si e a sua família. Mesmo que o Sr. Edilson fosse condenado a pagar tão imoral indenização, não teria como pagar com o que ganha como professor.


O fax do fórum de Crateús para quem quiser enviar mensagem de indignação ao Poder Judiciário, requerendo seja a ação arquivada, dirigindo-se à Justiça educadamente: 088 3692 3653; Quem quiser mandar um recado para Secretária de Educação de Crateús Sra. Maria Aurineide, repudiando sua ação cobrando indenização milionária de um pobre professor basta escrever no link adiante no site da Prefeitura de Crateús: http://www.crateus.ce.gov.br/?pg=faleconosco. O e-mail do Professor Edilson para quem quiser enviar uma mensagem de apoio: edilsonmartinsp@yahoo.com.br
Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO