Dia do Servidor Público em Fortaleza é marcado por atos contra reforma administrativa

No dia 28 de outubro comemora-se o Dia do Servidor Público. Além das celebrações, a data foi de luta. Na oportunidade, funcionários da União, estados e municípios se organizaram na resistência contra os ataques do desgoverno genocida de Bolsonaro que aplica uma necropolítica contra a classe trabalhadora e principalmente contra os servidores públicos neste país.

Assim, ontem, um conjunto de entidades representativas dos servidores públicos das três esferas (estadual, federal e municipal) fizeram um ato na Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza contra a reforma administrativa, em defesa do serviço público.

Estiveram à frente: Fetamce, Sintsef/CE, Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará (Mova-se), Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e Central Sindical e Popular (Conlutas).

PEC 32/20

De acordo com informações divulgadas no site da Câmara dos Deputados, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/20, altera 27 trechos da Constituição e introduz 87 novos, sendo quatro artigos inteiros. As principais medidas trazidas pela proposta tratam da contratação, da remuneração e do desligamento de pessoal. Vale lembrar que essas mudanças são válidas somente para quem ingressar no setor público após a aprovação das mudanças.

Luís Carlos, diretor do Sintsef/CE, afirma que as entidades sindicais estão lutando para pressionar o Congresso Nacional para rejeitar essa reforma do desgoverno do falso Messias. “Esse pacote de maldades quer desconstituir tudo aquilo que foi conquistado pela classe trabalhadora na constituição de 1988, conquistada com muita luta e suor pelo povo brasileiro”, avalia.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/20, altera 27 trechos da Constituição e introduz 87 novos, sendo quatro artigos inteiros. / Foto: Camila Garcia

Fonte: Brasil Fato CE

DEIXE UM COMENTÁRIO