40 anos da Lei da Anistia é tema de debate com a presença de filho do Henfil

A Livraria Lamarca, com o apoio da Associação 64/68, da Fundação Maurício Grabois,
do Cebrapaz, do Sindicato dos Jornalistas do Ceará (Sindjorce) e da Comissão Especial de Anistia Wanda Sidou, realiza nesta quinta-feira, 29 de agosto, o bate-papo “Esperança Equilibrista: 40 anos da Lei da Anistia”, com a participação de Ivan Cosenza, filho de um dos principais personagens da cena cultural nacional da segunda metade do século XX: o jornalista, desenhista e cartunista Henrique de Souza Filho, o Henfil.

Aos 48 anos, Ivan é produtor cultural, curador da obra de Henfil, presidente do Instituto Henfil e cronista. Atualmente, está produzindo uma série de textos chamados de Cartas do Pai. Como um dos líderes do jornal alternativo O Pasquim e irmão do sociólogo Betinho, exilado durante a Ditadura Militar (1964 – 1985), Henfil passou toda a vida defendendo o fim do regime ditatorial no Brasil.

Juntam-se a Ivan Cosenza no debate Mario Albuquerque, ex-preso político e Presidente da Comissão Especial da Anistia Wanda Sidou; Helena Serra Azul, ex-presa política e diretora da Associação 64/68; e Benedito Bizerril, ex-preso político e vice-presidente estadual do PCdoB. A mediação será do jornalista Rafael Mesquita, presidente do Sindicato dos Jornalistas do Ceará.

O encontro faz alusão aos 40 anos da Lei da Anistia no Brasil – promulgada no dia 28 de agosto de 1979, pelo último presidente da ditadura, o general João Batista Figueiredo – e ao direito do povo à memória, verdade e justiça. Completa a programação, a apresentação dos músicos Jord Guedes e Rogério Lima e a exposição de livros e quadrinhos de Henfil.

Serviço:
Esperança Equilibrista: 40 anos da Lei da Anistia
Quinta (29/08), às 19h
Livraria Lamarca (Av. da Universidade, 2475 – Fortaleza)

DEIXE UM COMENTÁRIO