Professores de Maracanaú suspendem paralisação para voltar com força total dia 17/03

A assembleia realizada hoje, 21 de fevereiro, contou com cerca de 300 professores e deliberou pela suspensão do movimento de estado de greve.

Caravanas, reuniões com o prefeito e outros tipos de mobilização e conversa, inclusive com pais e alunos, devem acontecer até o dia 17 de Março, quando será realizada uma assembleia geral que decidirá os próximos passos do movimento. A data é véspera da da greve nacional dos servidores e comporá esta agenda de lutas.

Entre as reivindicações, estão a redução da carga horária, o plano de cargos, o aumento do auxílio alimentação. Prefeito já alegou que está aberto ao diálogo, porém adiantou que pautas com impacto financeiro não serão atendidas.

Apoios

A presidente da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), Enedina Soares, acompanhada de representantes do Sindicato dos Servidores de Caucaia, foi até Maracanaú prestar apoio aos professores da cidade, estão em estado de greve em busca de direitos e valorização.

Não ao desconto no salário

Joana Ferreira, presidenta do Sindicato, alegou que, em todas as paralisações passadas, os dias parados sempre foram renegociados e ajustados ao calendário ao longo do ano.

“É preciso respeitar o voto da maioria presente e dizer que nosso movimento teve frutos sim, pois o prefeito queria dar somente a inflação, mas teremos os 12,84%, mesmo em em duas vezes. É preciso reconhecer os avanços que nossa luta conquistou”, disse.

DEIXE UM COMENTÁRIO