Prefeito de Baturité é novamente afastado do cargo


A Câmara Municipal de Baturité aprovou nesta segunda-feira (12) o afastamento do prefeito do município, Bosco Cigano, por 120 dias. A saída de Bosco se deu após suposta interferência na instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denúncias de irregularidades apontadas em relatório do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).


No lugar de Bosco, assume interinamente a vice-prefeita Dra. Cristiane.


120 dias

Em fevereiro, Bosco já havia sido afastado do cargo por um prazo de 120 dias, em votação unânime pelos vereadores do Município, depois de uma série de protesto que vinham sendo realizados no município. Servidores alegavam que estariam sem receber os salários há mais de cinco meses.


Liminar

Três dias depois, o juiz Sérgio Girão Abreu, da Comarca de Baturité, atendeu ao pedido de liminar em um mandado de segurança impetrado pelo prefeito. Na decisão, o juiz questiona a legalidade do ato que afastamento do prefeito e determinou retorno as atividades.


Irregularidades

O prefeito foi denunciado por fraudes em licitações, irregularidades no pagamento de empresas terceirizadas e uso de máquinas do Programa de Aceleração do Crescimento na coleta de lixo do município.


Defesa

A Prefeitura de Baturité nega as denúncias e diz que irá recorrer à Justiça.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO