Justiça decide que Prefeitura de Várzea Alegre deve pagar 40% de adicional de insalubridade

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Várzea Alegre obteve liminar que obriga a Prefeitura da cidade a pagar 40% de adicional de insalubridade para profissionais que atuam no combate à pandemia de Covid-19, entre eles agentes comunitários de saúde, técnicos de enfermagem, agentes de combate às endemias.

O benefício deve ser aplicado de forma retroativa a março e, além dos 40%, a gestão deve aplicar mais 10% incentivo. O Executivo entrou com recurso na liminar, propôs acordo para pagar 40% em forma de incentivo a partir de julho. “O acordo está pra ser homologado na Justiça”, aponta Erialdo Abrahão, do SSPM de Várzea Alegre.

DEIXE UM COMENTÁRIO