Fetamce participa do Dia Nacional de Lutas


Milhares de trabalhadores cearenses aderiram ao Dia Nacional de Lutas, ontem (11), em Fortaleza. Organizado pelas centrais sindicais, o ato unificado aglomerou, na Praça do Ferreira, sindicalistas e representantes de movimentos sociais de todo o Estado. A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) esteve presente à mobilização e foi às ruas reivindicar também os direitos dos servidores municipais. Além de Fortaleza, em diversas outras cidades do País foram realizados atos unificados.


Joana Almeida, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Ceará, explicou o motivo da mobilização. “Consideramos que esse é um momento oportuno para darmos visibilidade às nossas bandeiras que, historicamente, reivindicamos. Temos uma pauta unificada pelas centrais e elencamos oito pontos mais prioritários para nós nesse momento”, explica.


Os diversos movimentos sociais que surgiram pelo País no último mês estão obrigando as casas legislativas a rever as pautas de negociações dos trabalhadores, observa Joana. “A partir da pressão popular, e da nossa, o Congresso e a Presidência da República decidem rever e reestruturar a sua forma de atuação e o seu processo de negociação com as categorias. São 30 anos que a CUT defende a redução da jornada de trabalho, e o Congresso sempre barrou. Está na hora de ouvirem a voz do trabalhador”, ressalta.


A Fetamce também foi reafirmar suas bandeiras históricas de lutas. Enedina Soares, presidente da entidade, falou algumas. “Queremos serviços públicos de qualidade com a valorização dos trabalhadores; implementação do piso nacional do magistério; criação do fundo de valorização dos trabalhadores da saúde; garantia de plano de carreiras para todos os servidores municipais; fim do fator previdenciário”, disse.


Além disso, ela continua, há a necessidade da regulamentação do direito de greve e negociação coletiva do serviço público, condições essenciais para um serviço público de qualidade”, finaliza.

 


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO