Diretoria reafirma papel de resistência da Fetamce na atual conjuntura

A diretoria da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (FETAMCE) reuniu-se na tarde de ontem (26/09) em encontro ordinário. Na oportunidade, os representantes estaduais do ramo dos municipais dialogaram sobre as demandas, agendas e estratégias dos últimos quatro meses do ano. No geral, a certeza de que a entidade sindical segue na resistência e enfrentando os retrocessos na atual conjuntura.

Entre as deliberações, a reorganização do plano de sustentação financeira da entidade, em um cenário de práticas antissindicais crescentes, que retiram o desconto em folha de sindicalizados, abalando as receitas das entidades filiadas nas bases municipais e, por conseguinte, a Federação. As estratégias para enfrentamento deste desafio passarão, conforme Nadaja Carneiro, secretária de finanças da organização, pelo entendimento dos sindicatos de que são estes que devem manter a Fetamce de portas abertas. “É através da Federação que nos tornamos representados em todos os espaços de decisão da cena pública, assim como ela é a liderança e o motor de unidade da nossa luta”, declarou a dirigente.

Por sua vez, a presidente da entidade, Enedina Soares, destacou que o movimento sindical precisa ser mais criativo, atrativo e vivo. “O trabalhador cria um jeito, mesmo sem desconto em folha, de contribuir com o seu sindicato, mas, para tanto, ele precisa saber que o sindicato existe, que este está ativo nas batalhas necessárias e acima de tudo, que está atento à sua demanda histórica que é de organizar, liderar e representar a defesa intransigente de nossos direitos”.

Outras questões que serão prioridade na agenda da Federação foram colocadas em pauta, como o fortalecimento da política de comunicação, que ganha novos produtos digitais a partir do fim deste mês, e a oferta de um novo programa de formação sindical, aliado às agendas magnas, como as Jornadas dos Servidores Municiais e os encontros regionais.

No campo jurídico, a batalha é para reverter os atos autoritários de prefeitos que retiram direitos dos servidores públicos, assim como combater todos que atacam as estruturas e a organização laboral. “Continuaremos atentos às violações de direitos, retrocessos e atos autoritários ou violentos contra os trabalhadores cometidos pelas administrações públicas e demais atores. Os funcionários das cidades do Ceará seguirão contando com a Fetamce e nós seguiremos em luta”, finaliza Enedina Soares.

DEIXE UM COMENTÁRIO