CUT faz panfletagem no Aeroporto de Brasilia e vigilia no Congresso Nacional

A CUT e as cinco demais centrais sindicais realizaram uma vigília no interior do Congresso Nacional, no último dia 2 de fevereiro, para exigir que os parlamentares coloquem rapidamente em votação o projeto que reduz a jornada semanal de trabalho para 40 horas e que remunera as hortas extras em 75% a mais que a hora normal.


Lideranças sindicais da CUT realizaram panfletagem na manhã da terça-feira, no Aeroporto de Brasília. Deputados e senadores que desembarcavam de volta do recesso parlamentar foram abordados para que priorizassem a aprovação do projeto de lei que reduz a jornada semanal de trabalho para 40 horas semanais. Embora tenha sido aprovado no ano passado por todas as comissões em que tramitou na Câmara dos Deputados, o projeto de lei ainda não tem previsão para ir a plenário.

A atividade foi aprovada em reunião com dirigentes das seis centrais sindicais, realizada na quinta, dia 21, em São Paulo. O dia 2 de fevereiro foi escolhido por representar a volta das atividades no Congresso Nacional. Os parlamentares foram, inclusive, abordados também no Aeroporto de Brasilia, pelos representantes das Centrais.


“É preciso o envolvimento das direções de nossos sindicatos, é necessária a presença desses dirigentes”, conclama o presidente da CUT, Artur Henrique. “Cada ramo deve se envolver nessa ação política, para que o projeto finalmente avance”, diz Quintino Severo, secretário-geral da CUT.


Fonte: Fetamce

DEIXE UM COMENTÁRIO