Com negação de direitos, servidores de Iguatu realizam paralisação geral

Na manhã da última quarta-feira, 07 de março, os servidores municipais de Iguatu, liderados pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SPUMI) e pelo Sindicato de Professores (SINPROFI), realizaram paralisação geral e ato público em defesa dos seus direitos.

Em campanha salarial, as categorias do funcionalismo público da cidade reivindicam reajuste salarial acima da inflação, adicional de insalubridade, progressão horizontal, pagamento de salários em dia, descongelamento do anuênio dos professores, etc.

O Presidente do SPUMI, Pablo Neves, informou que o movimento aconteceu devido a Prefeitura Municipal de Iguatu ter apresentado propostas que não contemplaram as reivindicações do funcionalismo municipal e tem negados outros importantes direitos.

A manifestação percorreu as principais ruas do Centro comercial da cidade e contou com uma grande participação de trabalhadores/as. Caso a Prefeitura não reabra as negociações, está previsto para a próxima quarta-feira, 14, o início de uma greve por tempo indeterminado.

DEIXE UM COMENTÁRIO