Camilo afirma que Governo avalia decretar estado de calamidade

Governador também afirmou que custo com pagamento da conta de energia de famílias carentes deverá ficar em R$ 5 milhões ao mês

O governador Camilo Santana disse na manhã desta quarta-feira (1º), em entrevista ao programa Bom Dia Ceará, no Sistema Verdes Mares, que o Governo do Estado avalia decretar estado de calamidade pública na saúde, diante do aumento no número de casos de coronavírus. Segundo o governador, a equipe econômica e jurídica do Governo realiza um estudo nesse sentido.

Camilo informou que o custo com o pagamento da conta de famílias que consumirem até 100 quilowatts por leitura da Eneel deverá ficar em torno de R$ 5 milhões ao mês. Segundo o governador, a estimativa é que cerca de 534 mil famílias sejam beneficiadas, mensalmente.

Sobre a questão do ano letivo nas escolas públicas estaduais, Camilo disse que o aluno não será prejudicado e que há possibilidade da antecipação das férias.

O governador avaliou que o alto número de contaminados no Estado é resultado do número de voos internacionais, quando defendeu a suspensão completa, mas também é resultado do maior número de testes no Ceará, em relação aos outros estados. Camilo lamentou a dificuldade da compra de equipamentos hospitalares e de material de proteção, diante da falta de oferta no mercado.

Camilo Santana voltou a fazer um apelo ao cearense para que permaneça em casa.

.

Fonte: Blog do Eliomar

DEIXE UM COMENTÁRIO