Agora são 67 as cidades do Ceará que reajustaram o salário dos professores

Em pelo menos 62 municípios a reposição salarial do magistério foi igual ou superior a 6,81%, conforme a Lei Nacional do Piso da categoria. Já em Fortaleza, os professores entram em greve a partir desta quarta-feira (18/04) em busca do percentual citado.

O levantamento realizado pela Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) junto aos sindicatos de servidores foi atualizado e constata que agora são 67 as cidades do Ceará que já reajustaram o salário dos professores em 2018. Em pelo menos 62 municípios a reposição salarial do magistério foi igual ou superior a 6,81%, conforme a Lei Nacional do Piso da categoria.

Na maioria das localidades, o aumento foi aplicado de forma linear, ou seja, contemplando igualmente educadores com ensino médio, graduação, especialização, mestrado e doutorado.

Permanecem em destaque Parambu, Nova Russas e Iguatu, onde os professores professores conquistaram respectivamente de 8%, 7,5% e 7% de crescimento no benefício. Além deles, os educadores com nível superior de Araripe comemoram os 10% de evolução nos proventos.

Subiu para cinco o número de cidades onde o índice não chega ao estipulado pelo Ministério da Educação, são Miraíma, com  2,653%; Jaguaretama, com 1,95%; Cascavel, com 4%; Poranga, também com 4%, e Orós, com 2,8%.

Há que se considerar ainda que em algumas cidades o reajuste será parcelado, mas com efeito retroativo aos 12 meses de 2018. Em outros, os 6,81% serão alcançados de forma escalonada, reduzindo a abrangência dos retroativos.

Greve em Fortaleza

Com proposta de aumento de apenas 2,95%, com a promessa da Prefeitura de Fortaleza alcançar do índice de 6,81% somente em dezembro de 2018, sem feito retroativo, os professores de Fortaleza decidiram iniciar greve a partir de amanhã, 18 de abril. A decisão foi tomada em assembleia da categoria, realizada no último dia 11.

Conforme o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sindiute), durante o ano de 2017 não houve reajuste para os educadores da Capital.

Avaliação da Fetamce

Segundo Enedina Soares, presidente da Fetamce, é absurdo o prefeito Roberto Cláudio não atender ao direito dos professores da cidade. Enquanto localidades com arrecadação menores e mais pobres que Fortaleza conseguem garantir integralmente o que foi estipulado pelo MEC como evolução salarial para a classe.

“A Fetamce estará junto com os professores de Fortaleza e o Sindiute nesta greve, tendo em vista que o prefeito viola a Lei do Piso Salarial do Magistério. Não permitiremos que o magistério sofra mais esse golpe, enquanto a gestão também ameaça cortar os aditivos dos profissionais. São na luta e na resistência que a gente conquista os nossos direitos e barra o retrocesso”, afirmou dirigente da Federação.

Pesquisa

A Fetamce realiza mensalmente o acompanhamento das negociações de novos direitos dos servidores que ocorrem nas cidades do Ceará. Além dos professores, a tabela abaixo identifica conquistas de outras categorias do funcionalismo público.

A entidade esclarece que tal pesquisa é feita com base nos dados enviados pelos sindicatos filiados e representantes sindicais. Em caso de divergência, retificação ou pedido de inclusão de informações sobre localidades que não foram citadas, enviar mensagem para o e-mail: comunicacao@fetamce.org.br.

Cidades e o índice de reajuste em detalhes:

REAJUSTE DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL – CE
  CIDADE PERCENTUAL MAIS INFORMAÇÕES OUTRAS CATEGORIAS
1 Acarape 6,81%    
2 Acopiara 6,81%    
3 Altaneira 6,81%   9% para o Executivo
4 Antonina do Norte 6,81%   Demais servidores 2 %
5 Apuiarés 6,81% Percentual a ser pago a partir de maio. Ainda negociam se haverá retroativo.  
6 Aracoiaba 6,81%    
7 Ararendá 6,81%    
8 Araripe 6,81% para professores de nível médio, e 10% para os de nível superior.   Os professores de nível médio tiveram ainda aumento de 7,64%, referente ao reajuste de 2017, que não tinha sido aplicado. O pagamento será feito em duas parcelas, nos meses de março e abril, retroativo a janeiro de 2017.
9 Aurora 6,81% (nível médio) e 5% (nível superior – graduados e pós-graduados)    
10 Baixio 6,81%    
11 Barbalha 6,81% (nível médio) e 3% (demais níveis)   3% de reajuste para os demais servidores com salários desvinculados do mínimo; Piso de R$ 3 mil para procuradores efetivos; Gratificação de 1 salário mínimo para motoristas da Educação; garantia do salário mínimo para 500 servidores que recebiam somente metadade do benefício; 10% para os operadores de máquina e veículos; 3% na gratificação dos ACS/ACE; e 20% de insalubridade para  os garis
12 Beberibe 6,81%    
13 Brejo Santo 6,81%   Servidores da saúde tiveram reajuste da inflação de 2017 + 2%
14 Cariré 6,81%    
15 Carnaubal 6,81%   Reajuste do salário mínimo a quem ganha nesta faixa
16 Cascavel 4% Será reavaliado o índice no final do mês de outubro para novembro, de acordo com o comportamento das receitas recebidas do FUNDEB e a estimativa para 2018.  
17 Caucaia 6,81% Concedido de forma parcelada Demais servidores 2,95% de reajuste e progressão  de 4%
18 Cedro 6,81%    
19 Chorozinho 6,81%    
20 Crateús 6,81, sendo escalonado: 2% retroativo a janeiro; 2% a partir de novembro; e mais 2% a partir de dezembro 3% de evolução de desempenho, retroativo a janeiro  
21 Erere 6,81% 2,5% da progressão  
22 Fortim 6,81%    
23 Frecheirinha 7%    
24 Graça 6,81%    
25 Guaiuba 6,81%    
26 Guaiúba 6,81%    
27 Guaramiranga 6,81%    
28 Horizonte 6,81% (parcelado em três vezes)   Demais servidores tiveram reajuste de 2,06%
29 Iguatu 7%   2.9% de reajuste linear para todas as categorias de nível fundamental, médio e superior; 2% de progressão horizontal automática sem avaliação para 100% dos servidores; Implementação de 30% do adicional de periculosidade para as categorias que ainda não recebiam; e Implementação gradativa do adicional de insalubridade
30 Iracema 6,81%   Está em negociação 5% para os demais profissionais que recebem acima do salário mínimo, sendo 3% em maio e mais 2% em janeiro de 2019, porém todos retroativos a janeiro de 2018
31 Itaitinga 6,81%    
32 Itapiúna 6,81%   Com relação a outras categorias, até o momento, apenas o reajuste do salário mínimo foi concedido, conforme determina a Constituição Federal, com o mesmo sendo fixado no valor de R$ 954,00.
33 Jaguaretama 1,95%    
34 Jaguaribara 6,81%   Trabalhadores (as) da saúde com reajuste de 2,5%, este sem a aprovação da categoria. Além disso foi concedido 20% de adicional para os motoristas da educação . A gestão ficou de nos dar uma resposta sobre os 30% de periculosidade para os vigilantes. Os reajustes serão retroativos a janeiro e serão pagos em duas parcelas.
35 Jaguaribe 2,07% em abril retroativo a janeiro; 2% em julho não retroativo e em cima do salário de abril; e mais 2,60% em outubro não retroativo e em cima do salário de julho   Reajuste dos servidores que ganha mais de um salário mínimo foi de 2.07%.
36 Jaguaruana 6,81% (níveís médio e graduado); 2% (especialistas) Especialistas: auxílio de dedicação à docência no valor de R$ 2.200,00 por ano. Anuênio de 1% para todos os professores  
37 Jucás 6,81%    
38 Meruoca 6,81%    
39 Milhã 6,81%    
40 Miraíma  2,653%   Do secretario escolar o aumento foi de 9,36%. Referente ao reajuste do ano 2017 e 2018.
41 Missão Velha 6,81%    
42 Mombaça 6,81% 2,5% de progressão  
43 Moraújo 6,81%    
44 Nova Olinda 6,81%    
45 Nova Russas 7,50%   Reajuste do magistério não é retroativo a janeiro. 6% para servidores do SAAE
46 Ocara 6,81%    
47 Orós 2,08%   Demais categorias: 2,08%
48 Pacatuba 6,81%    
49 Pacujá 6,81%    
50 Paracuru 6,81%    
51 Parambu 8%    
52 Paramoti 6,81%    
53 Pentecoste 6,81%    
54 Piquet Carneiro 6,81%    
55 Poranga 4%   Demais servidores 2,81%.
56 Saboeiro 6,81%   Demais servidores 2%
57 Senador Pompeu 6,81% (nível médio e inativos)    
58 Sobral 6,81%   Demais categorias tiveram reajuste de 2,95%
59 Sobral 6,81%    
60 Solonópole 6,81% (nível médio) e 2,5% (nível superior)    
61 Tamboril 6,81% 3% de progressão  
62 Tarrafas 6,81%   Adicional de insalubridade de 40% para os agentes de endemias.
63 Ubajara 6,81%    
64 Umirim 6,81% (nível médio); 4% (níveis superior, especialista, mestre e doutor)   Para os demais servidores reajuste de 2% para um grupo de 182 servidores que foram reajutados em 2017 e de 4% para outro grupo de 230 servidores que não sofreu reajuste em 2017.
65 Varjota 6,81%    
66 Várzea Alegre 6,81%    
67 Viçosa do Ceará 6,81%   Reauste para as demais categoria foi de 1,81%.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO